domingo, 18 de abril de 2010

Quero

Está bem, está bem, está bem.
depois de mil racionalizações me entrego ao que sinto
sem mais receios...

eu te amo, esse amor curto, bem pequenininho, mas que brota aqui no peito.
neguei
fugi
e agora declaro
amei ficar...
sentir sua pele na minha
teu cheiro
tuas palavras, sua voz
meus cabelos enroscados em sua mão, firme

a roupa rasgada, um capítulo a parte

não pude tocar em seu corpo
e amei ser sua escrava
agora a saudade bate forte aqui dentro
e você nem sei por onde está
não lhe localizo geograficamente
mas te localizo, sentimentalmente dentro de mim

alguns vieram me falar que você estava de mãos dadas com ela
que estava complacente
eu não ligo
definitivamente eu não ligo
não me interessa seus momentos com ela
interessa os seus comigo
não quero ser sua dona
nem de mim eu sou
e compreendo muito bem as almas libertarias, apesar de saber que nem tu te compreendes e te aceita
mas a respeito disso nada posso fazer
só sei que te quero aqui
do meu lado
só por hoje
bem aqui
na minha cama
no meu quarto
dentro de minhas paredes
entre minhas pernas e dentro de mim.

5 comentários:

  1. muitos sentimentos aflorando!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. A psicologia explica...

    Bjokas mil...

    ResponderExcluir
  4. Que profundo, Marcela!
    Gostei da forma direta que tratou seus sentimentos/suas vontades.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Então...Bem vinda! Que chegue chegando.

    ResponderExcluir